sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

E chega 2011...


O novo ano está a a bater à porta e como tal espero que muitas coisas aconteçam, ou algumas...assim, em 2011 quero...

Arranjar emprego na minha área ou noutra (tem de ser...), Mais dedicação ao exercício físico (Preguiça de lado), Espero ver pessoas que não vejo há anos (muitos anos mesmo), Viajar tanto por Portugal, como para fora (todos os anos saio uma vez, pelo menos), Ter o meu carro (já tá na hora), Solidificar os meus conhecimentos linguísticos (um quase poliglota...), Mudar um pouco (só um pouco) Casar-me! (estava a brincar... LOOL),  Mais saúde e animo para conseguir todos os meus objectivos! E claro, o mais importante, ser feliz e fazer feliz todos os que me rodeiam: Família e Amigos todos por perto e bem!

Meus amigos, façam favor de no próximo ano irem atrás da vossa felicidade e que para isso acontecer, tenha força e claro saúde pois é o que mais precisamos para poder continuar neste nosso mundo. Até para o ano, e BOM 2011! Be Happy! 

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Penúltino post deste ano


Bem, ainda vou escrever, antes de o ano terminar: o típico post de todos os anos.. Já sabem! Hoje é mais para fazer um pequeno balanço do que foi 2010! Foi um ano um pouco estranho, nem foi bom, nem mau. Talvez esteja à espera do que se irá passar amanhã, (ainda é 2010) ou não. Gostava de ter feito muitas coisas que prometi o ano passado, mas sei que vai ser este ano. Já me mentalizei, e por vezes temos de bater com a cabeça para acordar. Tenho pena de não ter visto alguns amigos este ano, pois há alguns que não vejo. há muito. Tenho pena de não ter conseguido um estágio melhor, tenho pena de não ter viajado mais (lool). Tenho pena de não ter conseguido ainda trabalho! Enfim, tenho pena de tanta coisa, até de ter terminado a faculdade. Agora é lutar e não desesperar. Espero contudo que no próximo ano tenha ainda mais saúde ir em busca dos meus sonhos/objectivos. Espero poder ter emprego, de preferência na área ou noutra,  mais oportunidades, uma vez que pretendo emigrar. Que me dedique mais ao exercício físico e que encontre uma paz interior que me permita viver a minha vida do modo que quero, sem grandes preocupações e acima de tudo ser feliz. Mais não peço. Agora é esperar e ver para querer. Pois no fim...vivemos o que aprendemos!

Sejam felizes, ok?

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

O mesmo de sempre

"Hoje tanto tempo passou desde a minha infância. E o que por fora mudou, nao mudou por dentro."
 


segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Ás voltas com o passado

Somos culpados do passado que fazemos, somos culpabilizados pelo presente em que vivemos. Tenho notado isso a cada dia da minha vida. Olho para trás e vejo tanto erro perdido em cada acto ou palavra que de mim saíram. Hoje dou por mim a ver o quão mau fui. Magoei pessoas que gostava, fui cruel. Hoje levei um dos maiores abanões da minha vida. Acho que andei a dormir estes anos todos. Não me consigo compreender, não dá para tal coisa. Deixei de me reconhecer a mim mesmo. Não posso voltar ao passado e encaixar as peças do puzzle que perdi. Não me vou lamentar mais. Não adianta! Simplesmente poderei desabafar aqui e aquilo que sinto. Não vou voltar a ser o que fui, inconscientemente, fui frio.
Peço-vos desculpa de coração, é pouco, mas é o que tenho para vos dar. Tu saíste magoada de muita coisa, sendo tu quem me faz sentir vivo. E tu meu amigo, desiludi-te da pior forma possível. Pena não ter dado por isso antes. Sei que entendes o meu lado, embora seja muito difícil de acreditar e de fazer sentido. Tenho tanto para vos dizer, mas não sei por onde começar. Estejam sempre onde estiverem, serão sempre das poucas pessoas mais importantes da minha vida. Peço perdão, perdão de coração...

J&L

domingo, 26 de dezembro de 2010

A brisa da noite




Ao abrir a janela deparo-me com a brisa da noite que tanto sentimento me trás. Por momentos consigo recuar no tempo e é mesmo como se fosse real. Cada vez que abro essa janela, há sempre uma coisa de que me lembro: do que um dia fui e pelo que um dia passei. É um sentimento um tanto complicado de descrever ao olhar para este céu estrelado! Parece que cada estrela significa um momento, ou uma pessoa na minha vida. Sinto saudade, não me canso de repetir. É esta brisa da noite, com o seu aroma, que me faz esboçar um sorriso, pois é aqui onde tenho a certeza de que alguma coisa ficou para trás: existiu um passado. A noite lembra-me imensas coisas, tantos momentos, algumas pessoas... É pena não poder viver noites como aquelas que outrora vivi. Esta brisa, esta escuridão e este aroma são algo que todos dias faço questão de sentir, pois sentir de perto aquilo que gostamos é sentir que estamos vivos. A noite é a minha companheira de recordações. Diz-me tanto sem dizer uma única palavra. São 03h20 da manhã e ainda nem falamos, mas consegui sentir o que me transmitiu.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Feliz Natal blogueiros! (só para vocês)


Que todas as coisas boas reinem nos vossos corações. 
Bom Natal a todos meus amigos!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Os actos da nossa vida


Os actos que fazemos na nossa vida são ou não sinais que o destino nos obriga a realizar? Em momentos de pânico, medo, angústia, felicidade, urgência e afins, somos obrigados a fazer coisas que muitas vezes não pensamos. Muitas pessoas agem logo de cabeça quente, e não tem noção do que pode acontecer. Muitas vezes dão-se mal, outras até se podem dar bem, mas depende do que seja. Existem coisas que por muito queiramos não fazer, temos de as fazer pois os motivos são de força maior. 
Esta obrigação ou dever de fazermos tais coisas, pensam ser sinais que o destino nos dá para fazer o que tem de ser feito, ou acham que independentemente de fazerem isso, algo acontecerá?
Pergunto-me se não tivesse feito ou dito muitas coisas se seria a pessoa que sou, se tinha a minha vida e se era o meu eu.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Next: toca a andar!

Fui a uma entrevista na quinta-feira e até acho que correu bem. Fiquei com a sensação que havia hipóteses de ficar para fazer estágio profissional. No entanto, hoje mandaram-me um email e não fui seleccionado. Bem, eles é que perdem (loool na brinca). Agora é mesmo caso para dizer NEXT!

"O mesmo de sempre
Pela mesma estrada
No amor nada sabe
Na dor, na saudade
Não mudei em nada..."

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Uma dedicatória


De que valem as palavras, se temos uma imagem que poderá dizer mais de qualquer frase ou história? Dedico esta fotografia à pessoa que comigo está. (:

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Nova música dos Within Temptation: Where is the edge?

Como fã atento não podia deixar de colocar aqui a música nova dos Within Temptation que saiu hoje. Até que está bem gira. 


Gostaram?

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Post nr. 300


Uma verdadeira frase. 
(a imagem é minha)

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Deixa o mundo girar para o lado que quer!

Deixo uma canção que para mim é espectacular. A banda já se separou, mas deixou grandes músicas com grandes letras. É o caso desta que trata a nossa passagem pelo mundo. Brutal!



Deixa o mundo girar para o lado que quer
Não podes parar nem tens nada a perder
Estas de passagem,
Não leves a mal se te manda avançar
Talvez seja o sinal que não podes parar
Estas de passagem


O que é nacional, também é bom!

domingo, 12 de dezembro de 2010

Acreditar nas coisas não as tornam reais.


 Acreditar nas coisas não as torna realidade. É um facto. No entanto, ao acreditarmos nelas, é um motivação e uma porta aberta para que as possamos concretizar. Creio que isto é certo. Talvez eu nunca tenho acreditado muito nas coisas, nas coisas que poderia ter. Desde de sempre que me faltou essa força para acreditar, mas começo a chegar a conclusão que nunca é tarde para acreditar. Todos nós temos valores, uns que mostram mais, ou que mostram menos, ou nem mostram nada. Somos o que somos e por cá vivemos para ter ou ser o que acreditamos que está ao nosso alcance. 
Acredito que acreditar é útil, ajuda e dá força a nossa maneira de agir. Ser optimista é um ponto forte que muita gente tem. Acreditar hoje, pode não ter reflexos no amanhã, mas quem sabe se depois de amanhã as coisas não se concretizem, embora com esforço e empenho da nossa parte para tal coisa?
O que tiver de acontecer, acontece. Mas nunca por acaso. Pelo menos eu acredito que não pois há algo que tem de sustentar o acontecer das coisas. Nunca é tarde para acreditar, nem para sentirmos o sabor da conquista daquilo que conseguimos por termos acreditado. O amanhã será sem dúvida melhor que o hoje. A esperança não morre. 

sábado, 11 de dezembro de 2010

Alguém com o meu facebook?

Gostaria de saber se o pessoal que segue este blog me adicionou no facebook. O meu facebook pessoal. (sim, só pode ser, uma vez que eu não tenho um facebook do blog.) Porque questiono isto? Porque tenho visto muita gente a adicionar-me que não conheço. E ando numa de eliminar pessoal, à excepção do pessoal que me segue aqui e que por acaso me adicionou. Procurem como Gonçalo Santos (foto de perfil com a torre eiffel. LOL).

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Loucuras, quem não as tem?

Dá-me vontade de fazer loucuras. Em certos momentos apetece-me partir para um sítio que não conheço, e começar do zero. Fazer começar algo que me dê mais fé de tentar ir ao encontro do que busco. Apetece-me alguma cena diferente... Apetece-me viver para aprender...


quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

A vida também é feita de recordações


 Cruzei-me com montes de papelada que não tocava há anos. Sim, anos. Desde letras de músicas impressas do ano de 2002, rascunhos do ano seguinte... dedicatórias do básico, do liceu... Livros, apontamentos de anos escolares antigos cheios de assinaturas e desenhos... Conversas de há muito... Coisas que já nem fazia ideia de ter. Ao abrir cada pasta, cada dossier parecia que naquele instante tinha recuado no tempo. Parece que passei a ter 14 anos de novo parecendo que estava a sonhar. Em cada coisa que vi, esboçava um sorriso. Tempos inocentes, tempos únicos que nunca mais irão voltar. Foi mesmo bom, voltei-me a sentir como me sentia antes, feliz e sem problemas. O tempo levou tudo, mas não conseguiu levar aquilo que ainda hoje guardo, principalmente aquilo que me vai no coração. A vida é feita de recordações quer queiramos, quer não.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Os amigos animais


É triste saber que se abandona seres-vivos como os animais. Não sei como há coragem para maus-tratos a estes pobres amigos. Pior é que em quase todos os canis de Portugal só podem permanecer 8 dias lá. Se não os forem buscar, são abatidos! Que realidade. Adoptem um animal, adoptem uma vida. 

Contactem abra.associacao@gmail.com

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Frase do dia

A falta de humildade é a pobreza do espírito.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Um fim-de-semana caliente


Será que não há meio deste frio horrendo passar? Eu daqui a pouco não consigo mais pensar de tão mirradinho que está o meu cérebro. 
Curtam o fim de semana mais que não seja á lareira. Com este frio é o que se quer. Vim cá só mesmo desejar um bom fim-de-semana caliente. Ah! tive 15 de nota final de estágio. Agora, sim. Estou mais descansado. Contanto que o prof. não dá mais de 16. =) hehe, tenho o fim-de-semana ganho! Até amanhã que vou para Lisboa.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Palavras frias


 
Lá fora o frio apodera-se de mim e gela-me todos os meus sentimentos que há muito estão guardados e que se apoderam do meu coração que tão ferido está. A brisa do exterior trás de novo as lembranças de uma passado. Já foi há tanto tempo que já nem me lembro de algumas coisas. Das outras lembro-me, mas por um lado nem queria. Imagino esse sorriso, essa maneira humilde com a qual te deste a conhecer. Não tive tempo, não tive escolha, não tive nada... No entanto de ti tive tudo, e só não tive mais pois o destino não deixou, porque alguém do outro lado achou que devias seguir outro caminho. Foi pena, e triste e para sempre em toda a minha vida, viverei com um sentimento de frustração por ter desperdiçado o que não devia. Hoje fazes-me falta e não sei como te encontrar. Talvez um dia, mas sinto uma saudade que nunca pensei sentir por alguém. É algo incontornável que muito tem de mau. E agora? Agora guardo as lembranças, esboço um sorriso porque passámos bons momentos e tento aquecer-me deste frio que se faz sentir. 
As memórias são boas, os momentos melhores ainda. Na vida não podemos ter tudo, mas sim ter aquilo que podemos. Eu fiquei sem ti, mas ganhei muita coisa. Talvez um dia saibas e te possa dizer tudo o que o meu coração tem guardado estes anos. É difícil depois de tantos anos a procurar uma coisa, e depois encontrar, e depois ficar sem ela de novo. Sinto-me frio.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Reflexão final do meu (belo) estágio.

Foi uma merda. No final, nem um agradecimento, nem uma prova de gratidão. Fui lá buscar a minha avaliação que por sinal foi uma porcaria, ainda me disse, depois de um conhecido me perguntar a brincar se eu já tinha mandado currículo para lá, ela ainda diz "não, porque ele sabe que não o quero cá." Como viu que ficou mal vista em dizer isto, muito rapidamente disse com um tom mansinho "ah, ele sabe que eu não preciso de ninguém cá".
Como disse à minha orientadora, espero que mais nenhum colega vá para lá, e que ainda por cima depois de todo o meu esforço ainda é neste campo que tenho uma nota mais baixa. Não sei como é possível, mas talvez não tenha gostado da sinceridade com que escrevi o relatório. Temos pena. Finalmente estou terminei e não tenho de olhar mais para a sua tromba. Agora é esperar a nota total do estágio.

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Within Temptation em Portugal

Parece que é desta! Depois de já cá terem vindo duas vezes (pelo menos) e de eu na altura não ter podido ir ver, ora porque fui para um casamento em Espanha ora porque fui de viagem de finalistas, julgo ser no próximo ano que vou ver os Within Temptation em Outubro do ano que vem no Coliseu dos Recreios. Um bocado tarde, mas a vocalista parece estar grávida de novo. Finalmente vou poder vê-los ao vivo... ainda por cima o novo álbum sai em Março, no mês dos meus anos.. hehe. Se me quiserem oferecer alguma coisa já sabem! :)

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Escrevi e não disse nada.

O frio chegou em força. Ponho-me a pensar como conseguem aquelas pessoas que vivem na rua sobreviver. Cheira a natal, mais um que se aproxima... Não estou com vontade nenhuma. Amanhã vou entregar o relatório. Creio que esta semana já sou licenciado. Não tenho vontade nem paciência para nada... 

...Está frio... Muito friiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiio!!!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Bittersweet


Bittersweet - Within Temptation

O vídeo de facto não é o melhor, pois não sei porque não consegui um oficial... a música é a que ouvem, tirando as vozes dos desenhos animados por trás! :) Oiçam e relaxem. A letra desta canção é única.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Pedaços de sentimentos


Queria um único instante e poder parar o tempo. Tempo este que está a andar tão rápido, mas que ao mesmo tempo não passa. Tem sido complicado, é como se me tivessem a tirar tudo. A impedir de seguir. Como podem as coisas mudar assim tão rapidamente. Ontem era uma coisa, hoje tinha outra... Hoje sinto falta disso. Não sei lidar com isso, custa um bocado e não em entendo, ninguém me entende. Sinto montes de coisas ao mesmo tempo que já nem sei que fazer. Todos dias ao deitar penso nisto. Na volta que a minha vida deu, naquilo que perdi e não vou ter mais... É tudo tão diferente daquilo que queremos e desejamos para nós. Não sei. Não entendo. Quero traçar um caminho, mas não sei por onde começar... Depois lembro-me do antes e é pior. Gostava de ter um sinal de alguma réstia de esperança. Tenho vontade de me ir embora, mas isso não vai mudar.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Vicio ou mania?

 Há uns anos atrás os telemóveis eram "coisas" de ricos. Sempre ouvi isto, e até faz sentido, pois eram caros e pouca gente os possuía. Hoje em dia o que parece mal é não ter nenhum, e cada vez mais usual é, em Portugal, cada pessoa ter três telemóveis. Parece quase uma febre, já ninguém passa sem eles... é um autêntico vicio
Depois veio a moda das sms gratuitas que veio impor mais a tendência de usar o telemovél... Confesso que antes era grande viciado e estourava as 1500 mensagens em três dias, mas com o tempo isto foi passando. O que eu tenho reparado é que estamos tão ligados a este aparelho que esquecemos o resto! 
Somos capazes de andar na rua, de estar nas aulas, estar a almoçar ou a jantar, estarmos numa reunião (depende da reunião), de estarmos a ter uma conversa com alguém ou até mesmo enquanto esperamos pelo transportes públicos ou mesmo a assistir a um programa em directo (no estúdio) e está tudo ou com o telemóvel na mão, ou a escrever sms. Isto também me acontece, tenho tendência muitas vezes para estar a andar com o telemóvel na mão. Por vezes sem necessidade disso. Pior é quando estamos com alguém que está a falar connosco, e nós a olhar para o telemóvel! Já ninguém ou quase ninguém vive sem o telemóvel, principalmente em Portugal, onde há tantos telemóveis como pessoas.

domingo, 21 de novembro de 2010

Tu sabes.

Nem tudo o que parece é. Sabes disso, sabes o teu lugar na minha vida. Tu sabes. Posso não mostrar, mas és importante. Acredita. As coisas para ambos não estão fáceis. Talvez estejamos agora a ver que a vida é mais dura do que aquilo que aparenta. És essencial para a minha alegria, na minha vida... Dá-me tempo, dá tempo a ti própria. Sabes onde estou se quiseres falar, se quiseres chorar e rir... o meu ombro é teu, o meu tempo é teu... eu sou teu. Estamos num clima, como o clima que no lado de lá da janela... cinzento e gélido... O tempo trará de volta a normalidade... Je t'aime.

sábado, 20 de novembro de 2010

2 palavras apenas

Arrependido e frustrado.
 

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

I want work, please...


Hoje acordei decidido a ir para a net procurar mais emprego. Sinceramente, isto tá péssimo, não se encontra nada,não há nada... Nem sei por onde começar, nem como começar, nem o que procurar... Só se vê "Precisa-se de comerciais, promotores..." 
Cadê as oportunidades? Espero que isto melhore...

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Desenhos animados anos 90

Tem andado a correr o facebook para mudarmos a nossa foto de perfil para uma foto onde conste um desenho animado que relembre a nossa infância. Era um devorador de desenhos animados, e confesso que ainda hoje até gosto, não como antes, mas gosto...embora seja rarissímo ver.
A meu ver, os desenhos hoje em dia parece que não tem aquela inocência que antes tinha... talvez por já não ligar como antes, mas é o que penso. Agora com esta história fez lembrar-me de tantas, tantas coisas que um dia vivi...
Fiz esta foto com estes três desenhos, pois marcaram-me bastante. O Dartacão, coitado, o que o pobre sofria, ao menos andava em Paris também.  Não perdia nenhum episódio. Os Pokémons, ainda me lembro de ter a colecção dos tazos... tinha cerca de 200. E curtia mesmo, mesmo isto! O meu favorito foi o Charmander (o que tem a chama na ponta da cauda, LOL). O Dragon Ball... eish! Esta série foi proibida em alguns países pois ao que parece havia miúdos ja a atirarem-se pelas janelas a pensar que voavam como o Songoku! Vi isto milhões de vezes, e parece que não me esqueci da letra! (Sim, fui ver ao youtube!)
Foi bom recordar, é bom viver isto de novo... Embora tenha visto muitos, e que ainda me lembre, estes são os que mais saudades me trazem.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Acabei o estágio

Chega ao fim uma longa temporada de três mes. Confesso que dos piores que já tive. Vou fazer um breve balanço: Esteve longe de ser perfeito, tenho pena de não ter sido mais útil, mas não tive escolha. No entanto, hoje disseram-me que se não fiz mais marketing foi porque não quis! Claro, eu é que mandava e tudo. Deu para aprender pouco, mas algumas coisas foram úteis e trouxe comigo coisas que não vou esquecer. O mundo do trabalhado é tramado, e agora tenho melhor noção disso. Enfim, foram três meses. Já só me falta a nota de estágio (relatório que por acaso está concluído), e pronto, fico licenciado. Aquestão é: "Licenciado para quê?" (hehe)

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

A perspectiva da Solidão


Solidão, palavra triste a amargurada por quem a sente. Sentimento obscuro cheio de nada, cheio de ninguém. Hoje senti que alguém se sentia assim. Ouvi, não disse nada. Senti a sua dor por estar na solidão. De querer de volta o seu ente querido e ver que nunca mais voltará.
São as contas que a vida nos dá para pagar. Solidão, um deserto onde muita gente se encontra. Um deserto com dor, com angústia, sem almas, sem nada. Afinal o que é a solidão? Não ter ninguém porque não queremos ou não ter por perto quem queremos? Solidão é sofrer por não estarmos com alguém. Solidão é sentir a falta de quem amamos. Hoje vi o seu olhar, ouvi o seu desabafo. A vida também tem disto.

Hoje ligaram-me de uma empresa, para ver se estaria interessado num emprego – comercial. Perguntei: “para vendas…?” e a senhora lá um bocado atrapalhada “sim, sim…”. Quarta ligam-me para me dizerem o que é ao certo. Pelo que entendi é ir a empresas vender produtos/serviços. Não sei se tenho pedalada para isso. A ver vamos. Inicialmente ela disse o nome da empresa, e veio-me outra à cabeça que até fiquei contente. Depois é que me apercebi que não era. Acabo o estágio amanhã! :)

sábado, 13 de novembro de 2010

Apenas mais um... post.

Tenho saudades... Muitas vezes saudades de ter saudades... Mas quando as tenho sinto imensas... É um leque de coisas que me fazem falta que nem sei por onde começar. Custa bastante viver assim, viver a cada minuto com saudade de tantas coisas... Nunca é tarde para se ter saudade. 
 
 
 
Bem, o natal está ai a chegar... já se começam a ver as doidas das pessoas ás compras para esta época que a mim já não me diz grande coisa... enfim, a crise parece que não é para todos. 
Daqui a 3 dias termino o estágio... Já tenho o relatório de estágio feito e pronto para ser entregue à prof que me vai dizer se está bom ou não para avaliação. No entanto, amanhã a ver se leio tudo de novo e componho alguma coisa que não esteja, até porque tive 4 horas seguidas se volta dele... há coisas que escapam. 

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

O meu estágio dava um filme



Bem, nem paciência tenho para descrever tal coisa. Mas se é assim numa "estágio" (?), imagino como seja no mercado real de trabalho. Mas acredito que hajam pessoas boas, compreensivas e dignas neste mundo.
Não tenho mais nada a dizer, só sei é que preciso que isto termine rápido, ou vou parar ao manicómio. Não, não estou mal habituado, só queria mesmo ter tido um estágio curricular.
Termina de hoje a 8 dias.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

É lei da vida


 Idade avançada, é aquilo que expressa cada olhar... é o que sobra de uma grande caminhada por esta vida fora. São traços de cansaço, são marcas de uma corrida feita todos os dias de toda a vida. Vida essa que oferece de tudo: coisas boas, más, coisas que se gosta, coisas que não se gosta, tristeza, alegria... é um prémio por se ter chegado até onde se chegou.
Demorou muito até lá chegar, mas chega-se. Uns mais longe que outros...
A vida dá-nos uma herança que facilmente é reconhecida no olhar, no estar, no viver... Envelhecer está no destino de cada um, e é isso que a vida nos dá como recompensa... Vivemos para envelhar, e envelhecemos para morrer. 
Não sei até que ponto isto faz sentido, mas também na vida há pouca coisa que faça realmente sentido.
Envelhecer pode ser uma coisa boa, pois é sinal que passámos muito, que vivemos muito e que está na hora de descansar de tudo... mas também é mau, é sinal que estamos mias próximos de partir... Mas é a lei da vida. Estamos todos para o mesmo, e este é a recompensa que a vida nos dá... envelhecer.
Estamos condenados.

domingo, 31 de outubro de 2010

Os amigos estão no coração


Confesso que a foto não é a melhor, mas o que sentiamos na altura era bom. Alegres e contentes, quentinhos e tontinhos... Pois é, já foi em maio deste ano!
Hoje vou falar um pouco sobre uma pessoa, uma amiga minha... Creio que se não me engano foi já há 8 anos que nos conheçemos. Conheci-a no 7º ano só de vista, por termos também uma amiga em comum, e no 8º ano, se a memória não me falha, entrou para a minha turma. Demo-nos bem logo á primeira, mas ás vezes andavámos ás turras. Uma dessas vezes, foi quando eu estava sempre a chateá-la para entrar para o rancho, outra foi porque lhe parti um anel (até me deixou de falar). Por acaso ainda ontem, falámos nisso!
Passaram 8 anos que se resumem em muita gargalhada, momentos de grande diversão, muito choro (de tanto rir!), muitos momentos bons, muitas actuações (sim, ela depois de tanto eu chatear entrou para o rancho, e hoje ainda lá está), saidas para fora (Hungria, Espanha), viagem de finalistas, momentos menos bons, momentos de angústias, momentos tristes, momentos dificéis...
O tempo passou, mas a Amizade restou. Muitos foram os caminhos que se cruzaram, mas neste caso não. Muito pelo contrário. Não houve fragilidades, e sempre foi assim. Sempre assim será. Tenho uma amiga no coração, uma amiga que nunca me faltou, que nunca me negou a mão. 
Embora de ideias fixas, feitio dificíl, teimosa e sem juizo (alguma coisa temos em comum), é a minha amiga que eu não esqueço. Para sempre. 

sábado, 30 de outubro de 2010

Yes, weekend!

Este fim-de-semana prolongado vem mesmo numa boa altura. Três dias em casa, sabe mesmo bem! 
A semana foi dura, mas finalmente terminou. Já começei a mandar curriculos e tal, agora é esperar. Amanhã, continua-se.
Apetecia-me mesmo, mesmo, fazer uma pequena viagem a Barcelona ou algo assim do género, mas agora é complicado, mas era altamente. lool

Hoje deixo-vos uma música assim com um certo power! :)

 

Até amanhã, que hoje devo ir prá borga! :)

domingo, 24 de outubro de 2010

Nova semana

Olá amigos e amigas! 
Mais uma semana que passou, mais uma que terminou, e mais uma que não tarda em começar. Para ser sincero não me apetece nada ter que ir para o estágio amanhã, mas terá de ser não é? 
Pelo menos já só faltam 3 semanas - 15 dias de trabalho - para terminar e começar a orientar a minha vidinha. Quero encontrar um emprego na minha área e que não demore assim muito... Mas sei que com esta crise, vai ser complicado.
Mas acreditar nas coisas, é meio caminho para as conseguirmos. Pelo menos assim o espero.
Boa semana para todos. 

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Se aqui tivesses...

Se aqui tivesses...

...Não seriamos os mesmos.
...Tinhamos mudado, para melhor.
...Esboçavamos um sorriso.
...Alegravas os nossos dias.
...Acompanhas-nos durante a noite.
...Darias nos uma palavra amiga.
...Sentiamos a tua presença intensamente.
...Teriamos dado a volta ao mundo dos sonhos.
...Teriamos voltado a rir como dantes.
...Partilhávamos tudo de novamente.
...Seriamos apenas um.
...Davamos continuidade ao que nos uniu.

Se aqui tivesses... se... se... muitos "ses". Só tenho certeza de uma coisa: Se aqui tivesses, a vida era diferente, o rumo a tomar de muita coisa seria outro. Não sei explicar, mas se aqui tivesses seriamos mais felizes e não teriamos saudade. Até breve...

domingo, 17 de outubro de 2010

It ain't the end of the world!

Ontem mostraram-me esta música e gostei particularmente da letra. Aqui deixo o video! Espero que gostem. Que alegre o Domingo de hoje! Boa continuação de bom fim de semana. 
... Ah! Deixo uma frase no fim! 



Bottles poppin til we cant stand
We keep it rockn til 6 am
New York to London over to Japan
Turn it up .. Turn It Up.. Mash it up

We gonna party like
Party like it's the end of the world
We gonna party like, like it's 2012
You know that it doesn't matter as long as we got each other
Turn it up.. Turn it up .. Mash it up
It ain't the end of the world
Ohhhhh
Gonna live like it's the end of the world!
 * Quanto fui, quanto não fui, tudo isso sou.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Imagens interessantes... e engraçadas!

Fotos de... Portugal!

Hum... Um pouco de descanso que também merece...


Amizade... que também faz falta!

Reparem na primeira palavra escrita a azul. Deviamos apostar mais no ensino de português...



Nunca é tarde para casar... Sim, estes casaram... 


Gostei das nuvens...


Pronto, só quis quebrar a rotina hoje!  :)
Fotos todas da minha autoria!
Ah, e o gato é o meu!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Estas pessoas enervam-me!


Quando tudo está a correr bem, há sempre alguma coisa que vai lixar-me a cabeça. Já era muita fruta nestes dias haver tanta calma lá naquilo chamado de estágio.
Detesto pessoas que tem nariz empinado só a frente dos outros e darem a entenderem que mandam e desmandam dos "empregados". 
Enfim, gente com mania que é importante, gente que se gosta de mostrar e gente cinica. O mais giro é tar na minha hora de saída e mandarem-me fazer isto e aquilo, criticarem e ainda ter de pedir autorização para sair, enquanto já passava da hora.
Agarrei nas minhas coisas e vim embora. Não gostaram da atitude! Temos pena. Amanhã há mais (Infelizmente).

domingo, 10 de outubro de 2010

This is the last time

Do que vi até hoje gosto bastante desta banda. O primeiro álbum - Hopes and Fears - é um espectáculo. Cada melodia, cada letra diz tanto. Hoje deixo mais uma bonita música desse álbum: This is the last time (Esta é a última vez).



Bom resto de domingo. Boa semana!

sábado, 9 de outubro de 2010

Cruéis na Infância


O autocarro que todos dias apanho para ir para o trabalho, vai cheio de miúdos do 2º ciclo (5º e 6º ano). É engraçado por vezes imaginar que um dia também tive aquele tamanho, que um dia fiz aquele caminho, que um dia estive no 5º ano, onde tudo era bem mais fácil. Mas adiante...
Ouço com cada conversa que não vos passa pela cabeça. Os miúdos dizem com cada coisas mais parva, e penso para mim "Não me lembro de ser assim!". E dou-vos a certeza do que digo! 
Essas crianças vão a viagem toda com disparates atrás de disparates, conversas sem nexo, gozam uns com os outros, criticam e são falsos. Imaginem entrarem no autocarro e começarem-vos a chamar "ratazana", "atrasada mental", ou então "xiii a ratazana tem ratazanas lá dentro..." Tudo a rir, tudo a gozar... Imaginem o que não é ver miúdos de 6º ano a meterem-se com miúdos de 5º ano. Ok, a diferença não é muita, mas nalguns casos é. No outro dia ia-me meter num destes episódios, em que dois estavam a humilhar um e queriam bater-lhe. Mas depois lá pediram desculpas e ficaram Amigos. Pelo menos ali dentro. 
Tudo isto, e cenas de falsidade entre eles mete-me imensa confusão. Os miúdos não tem educação em casa e isso vê-se a caminho da escola. Enfim, este é o mundo nosso, onde as crianças desde de cedo começam com a sua crueldade.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Centenário


Há cem anos atrás foi o dia da revolução. Foi o dia em que Portugal mudou perante o mundo. A cidade de Lisboa terminava na rotunda, estavamos num país onde predominava as aparências. Na altura existiam mais prostitutas que médicos, pudera as condições de trabalho não era boas, e a maioria dos médicos fugia par a cidade. 

A famosa zona do Chiado, não era para qualquer um andar por lá, pois era uma zona de elite, para a classe alta. Éramos um país ligado á agricultura onde em cada 10 pessoas, 6 trabalhavam neste sector. Creio que por isto, cerca de 70% da população não sabia ler. A sexualidade, e até em certa parte hoje é, era reprimida. Era um escândalo falar de sexo. 

O Rei era considerado incompetente - faz me lembrar alguma coisa! A nível de desporto, hoje predomina o futebol, no entanto, os repúblicados incentivavam o atletismo bem como o ciclismo. A nível estético os repúblicanos era mais conservadores. O Rossiu era um local de grande contraste entre ricos e pobres e foi aqui onde se deu a contestação social e politica. Na altura a impresa não tinha "papas" na língua. Tinhamos na época cerca de 60 jornais. As desigualdades sociais foram mais visivéis depois da primeira guerra mundial.

Passaram 100 anos, e muito mudou. Portugal modernizou-se imenso, e conseguiu ficar ao nível de muitos países da Europa, em algumas coisas claro. 
No entanto, embora tenha passado muito tempo, e tenhamos mudado muito, há uma coisa que não parece ter mudado muito: É que há 100 anos atrás, o país estava na bancarrota. 

Bem, ao menos isto deu para termos um feriado! :) BOM FERIADO A TODOS!

domingo, 3 de outubro de 2010

Lá fora chove


Aqui, o verão já se acabou
O Outono já chegou
E tu não estás
Tu ja não estás
E tanto em nós mudou...

(Tony Carreira - Sem dizer Adeus)

Estás em mim.


Um fim de semana com frio e chuva. Uma pessoa até fica mais melancólica!
Nem apetece sair de casa.

sábado, 2 de outubro de 2010

O sabor de mais um!

Finalmente fim-de-semana. Não sei como vai ser o meu, mas fazia-me falta fazer algo diferente, espairecer e estar com outras pessoas. Anda uma pessoa uma semana inteira à espera destes dois dias super preciosos (agora dou valor!). Ainda bem que também vem mais um feriado. Dá para descansar e relaxar!
Já só me faltam 6 semanas para terminar o estágio. Mal posso esperar! Bom fim-de-semana a todos.
À tout à l'heure!

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Emoções ao rubro

Estou bum turbilhão de emoções. Estou estou K.O, cansado, stressado, desmotivado... Com uma sensação péssima. Um aperto. Nunca estive perto daquilo que sinto. Ai, ai vida...

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Onde irá Portugal


É do conhecimento de todos a gravissima situação economica que se encontra Portugal. O pais está doente, e quem tem de tratar dele somos nós. De uma maneira ou de outra. Estamos endividados até á ponta dos cabelos e a culpa é de quem? Não há emprego (e a entrada nas univeridades cada vez é mais fácil), o IVA vai aumentar para 23% (já não basta sermos o pais da UE que mais de IVA paga) o poder de comprar irá baixar (mais anida) , as pensões para o ano vão ser congeladas (pergunto-me como as pessoas vão sobreviver), não irá haver promoções na função pública, os abonos de familia não irão ser duplicados e ainda vão eliminar escalões (também para receber 10 euros de abonos como muita gente recebe, gasta mais em ir tratar dele à SS.) Os salários a partir de 1500 euros mensais, vão ter um desconto de 5% (até parece bem, se bem que 1500 euros para o nivel de vida que Portugal oferece, é pouco. Uma redução de 20% na frota automovel do Estado, mesmo assim acho pouco. Ainda agora compraram uma frota de luxo.
Atenção estas são propostas que tem de ser aceites pela AR. Mas duvido que sejam aceites, até porque está tudo contra Engº Socrates. No entanto, muitos paises anteciparam-se às reações dos mercados, mas como somos atrasados em tudo, lá está... Não podemos falhar nisto também!
Não há prespectivas em Portugal, não se vê grande futuro. Nota-se que continuam gente a sair para fora. Creio que eu também tenho vontade de o fazer num futuro próximo. Depois há quem diga que a crise está em todo lado. E está. Mas aqui está pior ainda. São os pobres e quem tem menos dinheiro que vai sofrer ainda mais.
Enfim, veremos o que nos espera a nivel da vida neste nosso Pais.

Eu até juro que tento. Tento-me esforçar e aplicar-me no meu trabalho. Trabalho esse que não é bem o que devia ser, mas tenho de engolir na mesma. 
Mas uma pessoa chega a um ponto que rebenta e que fica sem energia. Estou K.O! Hoje lá me vieram com a mesma cena de sempre: "Tu é que devias ter ido a tal sitio." Só tive tempo de dizer que não sabia, e que nem estava a par de nada. Muito indignada mostrou-me os cartazes onde aparece o logotipo da empresa (sim, como se isso me desse a informação toda). Depois ainda me teve a lata de dizer - em tom de brincadeira - se eu queria um murro, um pontapé ou ficar sem estágio. De todas preferia mesmo esta última. Acho que não nasci para ser recepcionista lol. 

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Seja onde for


Um dia irei quebrar o silêncio e irei gritar o quanto eu sou. Irei descobrir este mundo tão desconhecido para mim. Tentar encontrar o meu "eu" onde quer que esteja. Irei cruzar cada nuvem na esperança de encontrar o caminho, o meu caminho. Talvez, partirei em busca de algo que não sei se vou encontrar. Algo que me fala crescer e viver como sempre quis. Buscar aventuras e pessoas que não conheço. Irei traçar o meu próprio caminho longe daquele que até hoje construi. Sinto que devo fazer, o meu coração pede, a minha alma anseia que faça esta viagem pelo imaginário. 
Um dia irei quebrar as barreiras que eu mesmo me coloco a mim, irei sentir que finalmente nasci para tudo isto, irei encontrar a razão para tal... Vou-me pôr á prova perante desafios que quero conhecer, que quero contrariar. Seja qual o caminho que eu escolher, sei que vai ser o melhor.
A vida vai seguir, e eu vou tentar. Vou ser eu, vou-me encontrar.

domingo, 26 de setembro de 2010

Reconhecer o erro é recomeçar.


Reconhecer os erros, é limpar a alma. É saber que se está plenamente de acordo em mudar, em mostrar que podemos acreditar em quem confessar que realmente errou. Saber que se errou é uma prova, é uma chance de fazer com que possam confiar em nós, é admitir actos que poderão ou não, ser cruéis. 
Reconhecer os erros é alimentar novamente qualquer relação que exista entre nós que vivemos. 
Reconhecer o erro é recomeçar, será?

Mais um fim de semana que está a passar. Domingo, que dia tããão chato! Não gosto, não se faz nada. Enfim, parece que hoje vou estar o dia todo de papo para o ar, à espera que mais uma semana longa de trabalho começe.

Bom final de fim de semana :)

sábado, 25 de setembro de 2010

O importante é sonhar

Vivemos para seguir os sonhos, e vivemos a sonhar. Quem não os tem? Todos temos os nossos, todos diferentes, mas todos iguais... são os sonhos. Talvez hajam sonhos mais importantes que outros, mas estes tem sempre uma razão de ser: de nos fazer feliz, de nos fazer vibrar, de nos fazer crescer e aprender e claro, de nos realizar.
Devemos seguir o nosso coração, lutar pelos sonhos, pois são eles que nos permitem viver, viver feliz e seguir a vida a sorrir. O importante aqui é sonhar. 

Poderão achar um pouco fútil o sonho que eu gostaria de realizar e que um dia eu sei que vou concretizar. Claro que antes disso, tenho sonhos a nivel pessoal e profissional. No entanto, deixo aqui um dos meus...


Uma das cidades que eu gostava mesmo imenso de visitar. A cidade que não dorme. 
Nova Iorque... Um dia! ;)

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

O tão cruel arrependimento


Em cada situação ou etapa da vida temos de tomar decisões, sejam elas fazer, dizer, mostrar coisas. Em cada situação colocamos dúvidas (nem sempre), mas grande parte das vezes, pois não sabemos se estamos a fazer ou dizer o certo, sensato. 
Nesta vida, muitas são as vezes que nos arrependemos. Sejam coisas que não dissemos, nem fizemos ou coisas que dissemos ou fizemos. Em relação a isto acho que devo ter um talento, porque por mais sejam as quedas que dou (arrependimentos), não atino de vez. Já me arrependi de muitas coisas no passado, e que hoje, no presente, penso tanto nelas e massacro-me tanto por não ter feito nem dito tal coisa. É cruel, é duro! 
É complicado lidar com esta mistura de sensações, mas uma coisa é certa: O que vai, não volta. Só há uma maneira de ultrapassar tudo, ou seja, ir em frente, fazer o que o coração manda, sem medo, sem receio e com vida em tudo aquilo que fazemos.
Não podemos ficar à espera não sei de que. A vida passa, e nem damos por ela. Um dia quando dermos conta e nos lembrarmos de fazer alguma coisa, poderá ser tarde, muito tarde. A dor ai será muito maior. Garanto-vos. Tenho experiência nisto. Por ser como sou, de ter pensado tanto, uma dia foi tarde. 
O arrependimento é um atraso na vida. É um recuar daquilo que vivemos todos dias. É algo que nos pode acompanhar para sempre, para toda a vida. 
Vivam o que tem a viver, sigam os sonhos, arrisquem nos desafios, construam o futuro, desfrutem o momento, aproveitem o que a vida vos pode proporcionar. É o meu conselho, conselho de alguém que tem vindo a bater muito com a cabeça.

Se é tarde? Não, mas pode vir a ser. 
Se recordar é viver, então arrepender é morrer!

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Um verão que partiu


Por fim, mais um verão que está mesmo de partida. Passaram três meses assim do nada. É sem dúvida a melhor altura do ano. Estamos todos mais (bem mais) felizes e bem dispostos, não concordam?
É no verão que se sentem mais o frio na barriga, as saudades, as boas recordações de infancia e não só. Lembrar aqueles noites quentes até às tantas na rua, com os nosso amigos, ou mesmo lembrar os amores e aventuras de verão. Sou uma pessoa do verão. Parece que este ano passou mesmo, mesmo a correr. Agora vamos ter de nos preparar para o Outono que se avizinha. Pode ser que com um bocado de sorte ainda se sinta aquele calorzinho... No entanto, também já se sente que os dias estão mais pequenos e mais frescos! Mas tem de ser, é a lei da vida, na natureza. Para o ano há mais, e cheira-me que cada vez mais quente. No entanto, e apesar de tudo este verão foi um verão mesmo á português! Portugal tem do melhor que há: o VERÃO! :)


Verão, até para o ano! 

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Don't call my name...



Bem, o fim de semana passou. A semana começou. Detesto segunda, custa tantooo! O fim de semana foi tão curto, mas foi bom... Estive com ela! <3


Deixo esta musiquinha, que acho imensa piada. Esta tipa é g'anda maluca, mas tem altas músicas. Pena não poder dar 50 euros para ver o concerto dela, em Dezembro no Pavilhão Atlântico! 

sábado, 18 de setembro de 2010

Fim-de-semana


Poderia ser um bom fim-de-semana, mas nem é muito. Depois de uma semana cansativa (sim, acho que foi a semana mais longa desde que estou em estágio e também a mais cansativa, nem sei porquê) pediram-me para vir trabalhar no sábado de manhã. Pediram-me, mas a minha resposta só podia ser "sim" ou "sim". Há um evento qualquer, e pediram-me para ficar aqui a ajudar os clientes. Como não estou em Marketing nem nada, não valia a pena ir a esse evento. Para quê? Nem quiseram chamar a professora estágiaria (que está a ser paga) para vir prestar auxilio aos clientes, pois já estava em cima da hora. O estágiario de Marketing percebe muito de máquinas e tudo mais, não é? =P

ai eu, ai eu...

Bom fim-de-semana a todos, pois apesar de minúsculo vou tentar aproveitar com a minha miúda, na capital :)

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

All i need

Hoje como foi tudo mais calmo, sinto-me mais aliviado deixo uma música. Dedico esta aos meus leitores que tem paciência para me aturar! ;) 



Espero que gostem!

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Vai-me dar um treco

Talvez esteja a fazer um drama, mas não dá para deixar passar certas coisas. Coisas como nos desvalorizarem, rebaixarem e criticarem. Se fazia expectativas em relação ao estágio, então agora é só coisas negativas. Como se sentiriam se não vos dessem ordens para fazer certas coisas, e depois de essas coisas - feitas por outros sem vocês saberem - aparecerem feitas ainda vos dizem "que devias ter sido tu a fazer!", "estás muito fraco nesta área!", "não te vejo a fazer nada!", mal não é? Pois bem. Hoje depois de ouvir isto senti-me horrivelmente pessimamente mal, uma pilha de nervos pela qual nunca passei!
Afinal sou o que? Que saiba sou um estagiário que precisa de dicas, ensinamentos, ordens para efectuar tais tarefas e não que me menosprezem aquilo que sou. É isso e mandarem fazer coisas ás quais tenho de deixar perfeito, e no fim não precisarem disso, e nem uma explicação me dão. Mas isto é um caso á parte. Só sei que estou farto de ser rebaixado, que me chamem de "fraco" e que não me expliquem nada e que queiram trabalho feito e perfeito. Pior é que rebaixam e me pedem algumas coisas que tão feitas quase á um mês e a minha resposta é sempre "está feito!" mas não vem, e no dia seguinte perguntam o mesmo e mandam-me apontar coisas (ideias) de outras pessoas que por acaso tive eu essas ideias primeiro.
Ainda faltam dois meses e já é assim, nem quero imaginar quando estiver quase no fim. 

domingo, 12 de setembro de 2010

Há pessoas que marcam


O amor é dos suspiros a fumaça;
puro, é fogo que os olhos ameaça;
revolto, um mar de lágrimas de amantes...
Que mais será?
Loucura temperada, fel ingrato, doçura refinada
.

Amo-te ,
Ah! Marcaste...
Apesar de tudo ainda há tempo, disposição para uma dedicatória para alguém que merece.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Memories

Cá fica uma música suave e linda de ouvir. A sua letra transmite vários sentimentos, principalmente saudade e recordações. "Memories" dos Within Temptation.





"Sentimentos únicos guardados no coração, são sentimentos uma vez vividos e guardados com grande emoção..."

[ O estágio podia estar a correr melhor. Como toda agente erro, e ainda por cima, erro pois ninguem me explica nada. Para fazer bem tudo se vai, mas para ralhar pelo mal feito, já sabem aparecer. Até tentei que me reduzissem o periodo de estágio, e foi-me dito para encarar como "um desafio". Até concordo, mas isto não é bem para mim. Mas eu sou forte, e consigo tudo, ou pelo menos tento. A ver o que a seguir me espera!]

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Só sei que não sei...

Uma espécie de sufoco por vezes se apodera de mim. Um sentimento vazio que paira sobre a minha alma. Não sei bem do que se trata, mas incomoda. São muitas as saudades, as desilusões, os arrependimentos, as oportunidades perdidas. É um misto de situações e episódios da vida que aprendi a viver. Não sei o hoje, nem faço ideia do amanhã. Tenho medo, mas tenho vontade de lutar, de ser e de me tornar no que sou. Algo em mim está escondido, e não estou a conseguir mostrar daquilo que sou capaz. O que me falta? Pergunto-me e mantenho-me sem resposta. Tenho medo da vida, do tempo e do futuro. Mas a vida não é ter medo, é ter coragem para enfrentar barreiras. Não sei o que aqui estou a escrever, só sei que nada sei, e que a cada dia que passa menos sei. É difícil escrever aquilo que o coração chora. Nem sei porque estou aqui a escrever, pois nem eu próprio sei do que falo. Quero aprender a viver um dia de cada vez. Quero mudar muita coisa, quero ser muita coisa. Sei que o tempo passa devagar, mas é mesmo devagar que as coisas rolam. A ambição da vida, passa pelo querer, pelo desejar ou pelo simples viver? Vou continuar a escrever, até encontrar uma resposta que me diga o que se passa nesta alma vazia e solitária.

domingo, 5 de setembro de 2010

Granda pânico!

Ontem quando estávamos a ir para Santarém pela nacional, atravessa-se um animal qualquer á nossa frente. A minha colega desviou-se para não lhe bater e andamos aos zig-zag na estrada. Ou seja, ela coitada, perdeu o controlo do carro (primeira viagem que fazia nele), mas manteve-se calma, e foi travando, até o carro fazer um meio pião. Foram uns segundos que para ser sincero me assustaram imenso.  Pior mesmo, foi ver que havia valetas tanto num lado como de outro. Estávamos perto de uma curva. Quando parámos foi grande alívio, mesmo. Tivemos sorte não vir nenhum carro em sentido contrario enquanto andamos nos ali aos zig-zag… Parecia uma coisa de filmes, grande pressão, grande nervosismo e senti medo pois estava a ver que nos íamos estampar ali. Bolas!!!

P.S – o carro é novo a estriar.