quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Os actos da nossa vida


Os actos que fazemos na nossa vida são ou não sinais que o destino nos obriga a realizar? Em momentos de pânico, medo, angústia, felicidade, urgência e afins, somos obrigados a fazer coisas que muitas vezes não pensamos. Muitas pessoas agem logo de cabeça quente, e não tem noção do que pode acontecer. Muitas vezes dão-se mal, outras até se podem dar bem, mas depende do que seja. Existem coisas que por muito queiramos não fazer, temos de as fazer pois os motivos são de força maior. 
Esta obrigação ou dever de fazermos tais coisas, pensam ser sinais que o destino nos dá para fazer o que tem de ser feito, ou acham que independentemente de fazerem isso, algo acontecerá?
Pergunto-me se não tivesse feito ou dito muitas coisas se seria a pessoa que sou, se tinha a minha vida e se era o meu eu.

2 comentários:

Eli disse...

Eu acredito que quem faz o nosso destino somos nós com cada decisão que tomamos.

Luís Coelho disse...

Viver é um risco que todos queremos correr