sábado, 16 de abril de 2011

A vida não se esquece dos nossos erros.


Tenho assistido de perto um caso em que é mesmo caso para dizer que a vida não se esqueceu de castigar quem tanto errou. Na estrada da nossa vida cometemos erros, uns mais graves que outros, mas são erros. É contra a lei da vida. 
Quantas vezes na vida fazemos coisas que não devemos, e não aprendemos? Até se pode dar o exemplo da justiça. É comum dizer "a justiça tarda, mas não falha." Com a vida ou com o destino é a mesma coisa. Erraste, fizeste o que não devias, bateste com a cabeça, não resultou... No fim temos o que se mereceu.
Por vezes esse "prémio" é mau, é duro e triste... Será mesmo um castigo que a vida se encarrega de guardar para o caso de fazermos tantas asneiras? Ou será mesmo coincidências?
Nascemos, vivemos, aprendemos, sofremos, erramos, sofremos, continuamos a errar e no fim... no fim somos castigados de uma maneira ou de outra. 

4 comentários:

Martinha disse...

Errar é mesmo humano, e a verdade é que, maiores ou menores, mais tarde ou mais cedo, acabamos por aprender alguma coisa com os nossos erros, porque eles marcam-nos bastante.

ButterFly disse...

Mais cedo ou mais tarde a vida vem nos cobrar os erros.

b disse...

Errar faz parte do processo de aprendizagem e também dá um pouco de cor à vida, seja ela clara ou escura.
Caso não existisse o erro tudo seria igual para todos.

Corina de Oliveira disse...

Brutalíssimo! Adorei :D podemos tirar toda uma filosofia de vida disso...