terça-feira, 14 de setembro de 2010

Vai-me dar um treco

Talvez esteja a fazer um drama, mas não dá para deixar passar certas coisas. Coisas como nos desvalorizarem, rebaixarem e criticarem. Se fazia expectativas em relação ao estágio, então agora é só coisas negativas. Como se sentiriam se não vos dessem ordens para fazer certas coisas, e depois de essas coisas - feitas por outros sem vocês saberem - aparecerem feitas ainda vos dizem "que devias ter sido tu a fazer!", "estás muito fraco nesta área!", "não te vejo a fazer nada!", mal não é? Pois bem. Hoje depois de ouvir isto senti-me horrivelmente pessimamente mal, uma pilha de nervos pela qual nunca passei!
Afinal sou o que? Que saiba sou um estagiário que precisa de dicas, ensinamentos, ordens para efectuar tais tarefas e não que me menosprezem aquilo que sou. É isso e mandarem fazer coisas ás quais tenho de deixar perfeito, e no fim não precisarem disso, e nem uma explicação me dão. Mas isto é um caso á parte. Só sei que estou farto de ser rebaixado, que me chamem de "fraco" e que não me expliquem nada e que queiram trabalho feito e perfeito. Pior é que rebaixam e me pedem algumas coisas que tão feitas quase á um mês e a minha resposta é sempre "está feito!" mas não vem, e no dia seguinte perguntam o mesmo e mandam-me apontar coisas (ideias) de outras pessoas que por acaso tive eu essas ideias primeiro.
Ainda faltam dois meses e já é assim, nem quero imaginar quando estiver quase no fim. 

6 comentários:

O meu reflexo disse...

Acho que todos os estagiarios passam por isso, algumas pessoas pensam que não estamos lá para apreender alguma coisa, mas sim so para trabalhar.
Não se devem lembrar de como começaram. Que tb precisaram de ajuda, que tb se sentiram inseguros... Deviam fazer um exercicio de "voltar atrás no tempo"

Amora disse...

Devias dizer qualquer coisa. Até porque ser estágiario não dá direito a niguém de te tratar assim e quer que leias mentes.

Luís Coelho disse...

Boa noite
Trabalhei muitos anos e ensinei muita gente a fazer o mesmo trabalho aceitando sempre todas as inovações.
Os resultados finais seriam sempre os mesmos ou ainda mais perfeitos.
Parece-me que alguma coisa está errada nesse estágio.
Primeiro deve perceber o que é que eles - quem manda quer. Depois de perceber vai procurar fazer o melhor possível, sem pressas.
Muita coisas se aprende com a prática diária.
Nenhum homem tem o direito de olhar outro homem por cima, só quando for preciso levanta-lo do chão.
Não se encha de medos e preconceitos. Lute e exija que lhe ensinem e lhe expliquem.....
Mais tarde não se esqueça de ser bastante humano para todos os que tiver de ensinar e ter doses diárias de paciência para desculpar esses medos.

Miss Apuros disse...

Acho que muitos passamos por isso eu ja passei... mas com o tempo vais ficando melhor. não leves tudo tao a peito e arranjar nesta situação força para seres cada vez melhor. Bjinho

Tia Complicações disse...

Mas quem é que eles pensam que são!
1º - Falar com o boss e por os pontos nos iiiiiiii
2º- Tem que ser só uma pessoa a dar ordens ( a mandar são todos bons, até os de 3ª categoria)
3º- O estágio é uma aprendizagem e ninguém nasce ensinado…
4º -Está ali para aprender e exige que alguém que tenha conhecimento da actividade, que demonstre que tem mérito e sabe ensinar. Não está ali pra tirar o lugar de ninguém …só quer ter um bom curriculum ( alguns têm medo de ser ultrapassados pelos mais jovens)
5º - Apesar de ser estagiário gosta de ser tratado com educação, qualidade que devia fazer parte do perfil de todos os funcionários ….não te reprimas, responde com ironia, afinal é só um estágio

Anónimo disse...

O seu patrão é muito pobre e filho da puta porque ao invés de querer te ensinar (obrigação dele por lei) só te contratou por ser uma mão de obra barata.

Eu passei por isso e no dia que passei por isso me senti muito mal, acabei redigindo uma carta À gerente que me gritou e sai.

Eles não merecem você ter lá, procure um outro lugar onde aproveitem seu potencial. Manda essa porra de chefe catar o café dele quente e beber tudo de um gole só.