sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

ao meu eterno amigo

Podia ter sido tudo diferente, mas acabou por não ser. Quer dizer, o que aconteceu foi bem diferente do que cada um esperava. Faz amanhã quatro anos que a tragédia aconteceu e que partis-te. Como o tempo passa! Apesar deste tempo todo, acredita que não te esqueci e estás no meu pensamento. Podia ter muitos momentos que podia lembrar-me, mas não temos assim muito. Temos poucos, mas bons e que marcaram. Lembro-me como se fosse ontem. Não tivemos tempo de ter mais, não tivemos hipóteses. Ainda me lembro, depois do 31 recebera noticia que tinhas tido aquele maldito acidente... Desejei tanto que recuperasses, só Deus sabe a esperança que eu tinha em que te safasses dessa para que, juntos então, realizássemos todos os planos que tínhamos feito.
Passaram quatros anos e ainda és o meu melhor amigo. Talvez ultimamente não tenha tido as atitudes mais correctas, mas de facto faltava-me orientação e acima de tudo o teu apoio. 
Foste mais que um amigo. Onde quer que estejas, espera por nós. Com muita saudade, até sempre meu amigo.

3 comentários:

Katia disse...

Por certo ele esta lá em cima a olhar por ti...
quando te sentires mais em baixo lembra-t desses vossos bons momentos
bjs*

Martinha disse...

Certamente estará a olhar por todos quantos gostam dele e que por aqui ficaram... Ânimo!
Boas entradas em 2012! :)

Lu disse...

Ele está a olhar por ti lá em cima e ajuda-te a escolher um caminho certo.
Os bons momentos ficam sempre lembrados.(conseguiste emocionar-me com isto mas tbm ando mto sensivel -.-')