terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Já nem digo nada.


Fico a pensar seriamente se avanço ou não! Cada passo é uma pequena distância do abismo. A culpa é minha? Olha não sei seriamente, por mais que tente reparar algumas coisas de mal, não consigo. Porquê? Não deixas, não queres. Mas senão queres mais diz-me isso na cara. Parto de uma vez e o ciclo encerra-se aqui. Não consigo entender essa tua faceta amargurada quando uma pessoa vem para tentar dar-te alguma coisa. Assim não vais longe. Vês a foto? Muitos ficam assim "sem nada" e não sabem porquê. Outros porque querem. Enfim, lamento muito. 

5 comentários:

Sam Seaborn disse...

Algo que talvez aconteça a todos pelo menos uma vez na vida… vontade de partir, medo de ficar só, coragem para continuar a lutar por uma relação ou por algo.

Patita ' disse...

Tudo acontece por uma razão. Boa ou má, mas temos de tirar uma lição de vida de tudo, guardar "só o que é bom de guardar", sorrir, e seguir em frente :)

Purple Petunias disse...

Por mim eram todos os dias, não só no domingo. :D

ButterFly disse...

Por vezes ou não tentamos o suficiente ou então estamos tão centrados em nós que nem tempo temos de olhar há nossa volta.
A solidão muitas vezes não se faz só quando se perde.
Podes estar rodeado de muita gente e sentir-te sózinho na mesma.

jo disse...

Não desistas de tentar compreender...