terça-feira, 24 de novembro de 2009

São saudades

Enquanto caminhava, ia observando as ruas, as pessoas, as cores que nesta época já começam a dar sinais de que o natal está perto. O natal é uma coisa boa? É. Mas por um lado, porque por outro não acho. Nem sei explicar bem. É sinal de amizade, amor, união e todas essas coisas. Mas e durante o ano não houve disso? Deixa um bocado a desejar. São nestas alturas que mais sentimos a falta das pessoas que não estão cá mais. Não é que nos esqueçamos delas durante o ano, mas por causa do ambiente que há, vem mais momentos e coisas a memória. Vem a saudade. Hoje a saudade bateu mais forte que o habitual. Senti um vazio enorme ao lembrar-me de alguém muito especial. Um amigo, um irmão. Eram nestas alturas que começávamos a conversar sobre as prendas, a quem se ia dar e o que, onde se ia passar o natal. Eram conversas até as tantas, sempre com muita palhaçada pelo meio, mas tudo tão bom, tão natural.

Agora só ficaram as lembranças guardadas. Se custa? Imenso. Esta altura, já pela segunda vez que estou a passar, é sempre a pior. Nunca pensei sentir a falta assim de alguém. Dói, é uma escuridão, um peso, uma ferida no peito que não passa. Nem sei se quero que passe. Porque se sinto isto é porque alguma coisa de muito bom aconteceu na minha vida e na de todos que dele se lembram e choram. Foram momentos, alegrias e sorrisos que marcaram esta saga que teve um fim tão cedo.
Depois de tanto ter esperado por alguém, por um amigo, por alguém especial, depressa fiquei sem isso. Sem nada. É tudo muito estranho, recordar isto é diferente, é bom mas mau ao mesmo tempo. O meu peito chora a sua perda e ausência, bem como o facto de saber que nunca mais haverá “um dia”, nada disso vai voltar, mas eu gostava. Mas é impossível. Pelo menos que eu saiba.
Não é justo perdemos alguém tão especial, tão boa, tão unida a nós. Esperei tanto por uma pessoa que nunca pensei encontrar. Já disse isto tantas vezes, mas tenho de continuar a dizer.
Vou sempre recordar-te mano, não vou esquecer o que tivemos e aquilo que ainda existe. Vives em nós como sempre viverás. Foste das melhores coisas que me aconteceu. Estejas onde estiveres espera-nos até ao dia em que voltamos a estar juntos. Só não entendo porque tiveste de ir mano.
[Se a saudade mata-se, não estaria vivo neste momento...]

9 comentários:

O Meu Blog disse...

Olha kerido nao li o post pk nao tive tempo, sorry!!! Eu depois comento juro!!
Como nao tavas na net e eu recebi uma coisinha k infelizmente nao dá pa mim e depois posso me eskecer, dou-te aki o link pois talvez te dê jeito:

http://www.cargadetrabalhos.net/2009/11/24/gestor-de-projecto-account-estagio-curricular/

Pronto, agora não digas que a madrinha é má. :p

P.S.- Já resolveste aquele assunto? Espero que sim :)


Bijuuuuuuuuu**

O Meu Blog disse...

(Ok já li)

A dor de perder alguém é sempre terrivel, e eu digo-te isto sem sequer imaginar a tua, pois já perdi os meus avós, colegas... Mas um amigo assim, alguém tao novo com quem pensamos que vamos passar o resto da vida e de repente ficamos sem ele, deve ser um vazio inimaginável. :s

Quanto ao Natal, eu gostava dele quando era miuda, nao so pelas prendas(claro :p) mas porque a minha grande familia era minimamente unida. Hoje é cada um pa seu lado, ou entao vêm com conversinhas nesta altura e tao um ano inteiro sem nos falar e até a evitar-nos. Eu sou sincera, além de imaginar esta época demasiado comercial (pois o Natal hoje em dia é isso), é onde o cinismo das pessoas mais se revela. O Espirito do Natal deixou de o ser há anos, pelo menos em minha casa. Fico sempre triste e deprimida. Odeio mesmo isto.

Enfim...
Beijinho e tenta ficar bem :) e pensar coisinhas positivas.

**

Carlinha disse...

Vai ao meu cantinho ver os desafios que lá tens...

Beijo de LUZ!

Carlinha disse...

Pelo menos sabes que uma LUZ brilha agora no Céu!

Ele acompanha-te diariamente, apoia, consola, mima... mm sem dares por isso...

Um amigo especial não se perde nunca...ele vive para sempre no nosso coração!

Mais tarde irás perceber a magia dessa partida...

Beijo de LUZ!

Purple Petunias disse...

É nesta época do ano que mais saudades temos dos nosso entes queridos. É uma época de paz, hamonia, amor, saudade...é muitas vezes a oportunidade de estar com as pessoas que mais importantes para nós são.

Bonito texto! :)

Anónimo disse...

A saudade matenos por dentro...a kem o dizes.
Esta epoca será sempre complicada...parece que tudo se torna tao friu e triste...sinto um pesar..estamos juntos pa ultrpassar isso..
amote
lU

Psyco disse...

Lembrança para ti no meu blog!
Vai lá checkar! xD

Psyco disse...

Tens que guardar a imagem no teu pc, ou então guardar o link (URL) da imagem, caso a metas atraves da net... depois, vais ao "esquema" do blog, clicas em editar cabeçalho e carregas a imagem.
depois, guardas e admiras a tua obra de arte ^^.
espero ter ajudado.

Ana disse...

Sentimentos, Recordações ficam sempre guardadas no conforto no nosso coração. Quando tenho saudades, Grito a minha saudade. Sinto com ternura todos os momentos de grande alegria e de tristeza que guardo no meu intimo.
É bom recordar, torna-me mais viva! Explica-te com sorrisos e abraços a esse teu amigo, conta-lhe historias. E agora no Natal, sente o vento da magia desse amigo, vais sentir-te bem melhor.

Beijinhos