quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

1 ano. 1 vida. 1 Amizade.

Bem, depois de algum tempo sem dizer, resolvi hoje escrever algo.
Não há novidades. Tudo segue igual. Apeteceu-me vir aqui, desabafar não sei. Escrever qualquer coisa, ás vezes é preciso.
Tenho visto coisas que realmente me metem uma beca triste. Dou de mim, dou a minha amizade e nao vejo retribuição nenhuma. Não seiq ue mal fiz a Deus por isso. Parece que as vezes até sou invisivel, talvez seja impressão, ou então tenho mesmo razão.
No entanto á que apostar em quem realmente me dá alguma importancia. São poucos. Julgava que fossem mais. Mas mais vale poucos mas dos bons. Do coração.
Já que se fala disto, faz agora um ano que tudo começou. Das poucos pessoas que eu sentia que de lá vinha alguma coisa, que para mim era muita, partiu. E agora? Não há nada a fazer. Só me resta esse consolo de saber que signifiquei algo para alguém. Sei que não é o unico. Há mais, atenção. Um ano que este inferno começou, uma tristeza, uma saudade, varias lagrimas. Um ano que mudou a vida de muitos, a forma de estar e a maneira de viver. Mudou a minha. Admito. Nunca pensei que mudasse. Talvez se não mudasse, era porque a Amizade que nos unia não era tão forte. Não dá pra fazer nada, so consigo lembrar que: a um ano estaria aqui. À um ano lhe dei aquele presente tão "parvo". E agora? não há nada. Nada restou. Pouco restou.
Dou por mim a relembrar aquelas coisas todas, aqueles segredos, as aventuras, tudo.
Só resta a partir de agora guardar tudo o que ficou, para mim. Guardar as memorias ca dentro e fechar á chave tudo só pra mim.
Foi num desses momentos de recordação que me fizeram deitar algo para fora:

Já passou algum tempo desde que tudo começou,
partiste tu mas a dor ficou.
Sinto-te todos em todo o lugar,
queria só mais um minuto para te abraçar.

Foste e contigo nos levaste,
Para onde não sei.
Só tenho a certeza que nunca te esquecerei.

Esta distancia agora é longa,
mas maior ainda, é o que restou.
Restou um sentimento que todo o dia se prolonga.

Em cada estrela vejo uma parte de ti,
Em cada fenomeno sinto-te aqui.
Por cada lembrança és tu.

O meu irmão do coração,
O meu AMIGO do infinito.
O meu anjo de cada oração,
A minha alma esta no paraiso, contigo.

Passe o tempo que passar vives em mim,
Como viveste todo o tempo em que nos confiavamos.

Imensa a minha dor,
Enorme o meu amor.
gigante esta saudade,
Eterna esta Amizade.

Gostava que voltasses, posso esperar?
Sei que não e só me resta
recordar a chorar.

Não sei se sabes o que sinto,
quando a pouco e pouco penso em ti.
Sinto uma mão Amiga encostada em mim.

Não sei o qye te dizer mais,
Não sei se heide lembrar ou chorar.
Não percebo porque aconteceu mas aconteceu.
Queria mudar isto, esta tristeza
Mas sei que agora estas ai, com quem amas e concerteza feliz.
Estejam onde estiverem olhem por nós. Sem demora, precismaos de voces ate a nossa hora.

E tu meu irmão, para mim nunca moreste, estas vivo no meu coração.

Eterna Saudade JM <3

5 comentários:

Kitty disse...

K epoca tao triste para aqueles k o amavam verdadeiramente...e eramos tantos.
Este dia nunca mais tem fim...o poema ta lindo mor. Eu to aki sempre.
Beijinhosss amute

ANA disse...

:S

Beijinho afilhado...

ANA disse...

Confesso k n faço ideia o k é esse sofrimento. Já vi partir pessoas k gostava mto, como os meus avós, mas eles ja n eram novos e estavam doentes. O choque nao foi tao violento, kase k me atrevo a dizer k seguiu a ordem natural da vida...
Nao faço ideia do tamanho dessa dor, deve ser tao aguda e tao forte, kase insuportavel! Mas lá na escolita qd te via, n fazia ideia do k estavas a passar, e imagino o qt custou seguir em frente. Admiro te por isso... :) Beijinho **

| • Soraia • | ஞ disse...

Olaaa.
Sao breves as palavras que vou escrever, pois nada poderá expressar o que tu, a Lu, e todas as outras pessoas estao a sentir...
Pois é muito mas muito triste quando se perde alguem que é "a nossa razao de viver" ...
Mas se se foi é porque é la que faz falta, que não imaginam é tambem o quanto nos faz falta tambem perto de nos e o quanto nos sofremos, mas temos que sorrir, sorrir por muito que custe, pois se ele ca estivesse não iria gostar que andassemos para ai tristes a chorar, mas sim chorar é o que nos resta...
Chorar pelos bons momentos que passaram, chorar para relembrar como era boa essa pessoa...
Quero que saibas que apesar de ter andado muito distante e mal vos tenho ligado, mas nunca me esqueço de voces e sempre que precisem podem contar comigo para TUDO...


Queria fazer um poema que fosse eterno
Que o vento não o pudesse levar
E em minha memória persistisse em ficar

Queria cantar o instante infinito
As amizades perdidas, os momentos ja mais serao esquecidos
E em minha vida eu pudesse continuar

Queria, mas as correntes do tempo me prendem
As passagens da vida se perdem
E a lembrança de que outrora fora criança
E que embora hoje quizesse voltar
A distância me impede, me pede, em mim ferve
A vontade de escrever a verdade
De que nunca,nunca será tarde demais para recomeçar


...

Beijinhos grandes Cunhadaoooo malucooo

Santos disse...

Custa..mas que se pode fazer? o que te posso dizer é que estarei sempre aqui! Adoro te mesmo